Pilotos do Europeu recusaram-se a subir

Polémica na Rampa da Falperra. Os pilotos do Europeu de Montanha recusaram-se a realizar as subidas deste domingo, depois dos acidentes da véspera terem impedido que os principais concorrentes da Categoria 2 realizassem a primeira subida de prova.

Esta manhã, os pilotos do Europeu recusam-se a disputar apenas as suas duas subidas de prova, imprescindíveis para a classificação do Campeonato da Europa de Montanha, alegando falta de condições de segurança.

A chuva que caiu ao início da manhã fê-los reforçar a posição. A chuva ainda parou e a pista ficou apenas húmida, só que os pilotos mantiveram-se unidos e com Simone Faggioli como porta voz recusaram-se a subir.

Simone Faggioli ainda subiu com o diretor de prova e com o observador da FIA e da FPAK para avaliar as condições da pista, mas os pilotos não voltaram atrás.

A subida do Europeu de ontem foi anulada, já que apenas alguns pilotos a efetuaram. Assim, para o Europeu categoria 2 apenas as duas subidas deste domingo contam e Pedro Salvador é favorito para a vitória absoluta na rampa.

O português conseguiu na segunda subida a marca de 2:16s892, liderando o Nacional de Montanha com algum à vontade. Na segunda posição ficou Rui Ramalho com o Osella PA1S Evo, com o outro candidato ao segundo posto final, Bernardo Sá Nogueira (Tattus PY012), a ser o terceiro mais rápido.

Com a decisão do primeiro lugar definida a favor de Salvador, a decisão no que diz respeito aos outros lugares do pódio fica para a última subida de prova.

António Nogueira esteve imparável nesta subida, colocando o seu Porsche 911 GT2 no comando da Categoria 2. A excelente marca de 2:30s550 permitiu ao veterano piloto bater Gonçalo Manahu em Porsche 997 GT Cup e José Correia em Nissan GT-R GT3.

Na Categoria 3 Manuel Correia e o seu Ford Fiesta R5 continuam a ditar leis, conseguindo o tempo de 2:34s772 nesta segunda subida de prova. José Pedro Gomes (Ford Escort WRC) e Luis Silva (BMW M3) foram respectivamente segundo e terceiro, posições que devem manter no final da prova depois de feitas as contas finais.

Luis Nunes (SEAT Leon Cup Racer) foi o mais rápido da Categoria 4 nesta segunda subida oficial, colocando-se na luta pelo triunfo com o tempo de 2:39s204. Atrás de Nunes, ficaram o SEAT Leon Supercopa de Ricardo Gomes e o Renault Megane Trophy de Joaquim Teixeira.